<META content="MSHTML 6.00.2900.2604" name=GENERATOR><link rel="openid.server" href="http://www.blogger.com/openid-server.g" /> <!-- --><style type="text/css">@import url(http://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/697174003-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> <!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </HEAD><!-- --></head><BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d724954882693773146\x26blogName\x3dMaricota+amor+perfeito\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://maricotaamorperfeito.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://maricotaamorperfeito.blogspot.com/\x26vt\x3d4363314799310964676', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=20017605&amp;blogName=Filhos+%C3%A9+uma+heran%C3%A7a+do+Senhor+%21&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=BLUE&amp;layoutType=CLASSIC&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fofofodemamae.blogspot.com%2Fsearch&amp;blogLocale=pt_BR&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fofofodemamae.blogspot.com%2F" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" allowtransparency="true" title="Blogger Navigation and Search"></iframe> <div></div>
sexta-feira, 25 de setembro de 2009 - 19:17

Oi amigas...

Como estão? Estou postando este texto que amei, e concordo em gênero, número e grau...rs...com cada ponto... vale a pena ler... digam vcs tbem se concordam?? Até hj não sei quem inventou essa tal "liberdade feminina"... rs... achjo até que foi um homem, só pode ter sido...kkkkkkkkkkkk... beijos!!!


Quantas Mentiras contaram ::

POR DANUZA LEÃO
Quantas mentiras nos contaram; foram tantas, que a gente bem cedo começa a acreditar e, ainda por cima, a se achar culpada por ser incompetente e sem condições de fazer da vida uma sucessão de vitórias e felicidades.
Uma das mentiras: É a que nós, mulheres, podemos conciliar perfeitamente as funções de mãe, esposa, companheira e amante, e ainda por cima ter uma carreira profissional brilhante.É muito simples: não podemos.
Não podemos; quando você se dedica de corpo e alma a seu filho recém-nascido, que na hora certa de mamar dorme, e que à noite, quando devia estar dormindo, chora com fome, não consegue estar bem sexy quando o marido chega, para cumprir um dos papéis considerados obrigatórios na trajetória de uma mulher moderna: a de amante.
Aliás, nem a de companheira; quem vai conseguir trocar uma idéia sobre a poluição da Baía de Guanabara se saiu do trabalho e passou no supermercado rapidinho para comprar uma massa e um molho já pronto para resolver o jantar, e ainda por cima está deprimida porque não teve tempo de fazer uma escova?
Mas as revistas femininas estão aí, querendo convencer as mulheres - e os maridos - de que um peixinho com ervas no forno com uma batatinha cozida al dente, acompanhado por uma salada e um vinhozinho branco é facílimo de fazer - sem esquecer as flores e as velas acesas, claro, e com isso o casamento continuar tendo aquele toque de glamour fun-da-men-tal para que dure por muitos emuitos anos.
- Ah, quanta mentira!
Outra grande, diz respeito à mulher que trabalha; não à que faz de conta que trabalha, mas à que trabalha mesmo.
No começo, ela até tenta se vestir no capricho, usar sapato de salto e estar sempre maquiada; mas cedo se vão as ilusões. Entre em qualquer local de trabalho pelas 4 da tarde e vai ver um bando de mulheres maltratadas, com o cabelo horrendo, a cara lavada, e sem um pingo do glamour - aquele - das executivas da Madison.
Dizem que o trabalho enobrece, o que pode até ser verdade.Mas ele também envelhece, destrói e enruga a pele, e quando se percebe a guerra já está perdida.
Não adianta: uma mulher glamourosa e pronta a fazer todos os charmes - aqueles que enlouquecem os homens - precisa, fundamentalmente, de duas coisas: tempo e dinheiro.
Tempo para hidratar os cabelos, lembrar de tomar seus 37 radicais livres, tempo para ir à hidroginástica, para ter uma massagista tailandesa e um acupunturista que a relaxe; tempo para fazer musculação, alongamento, comprar uma sandália nova para o verão, fazer as unhas, depilação; e dinheiro para tudo isso e ainda para pagar uma excelente empregada - o que também custa dinheiro.
É muito interessante a imagem da mulher que depois do expediente vai ao toalete - um toalete cuja luz é insuportavelmente branca e fria, retoca a maquiagem, coloca os brincos, põe a meia preta que está na bolsa desde de manhã e vai, alegremente, para uma happy hour..
Aliás, se as empresas trocassem a iluminação de seus elevadores e de seus banheiros por lâmpadas âmbar, os índices de produtividade iriam ao infinito; não há auto-estima feminina que resista quando elas se olham nos espelhos desses recintos.
Felizes são as mulheres que têm cinco minutos - só cinco - para decidir a roupa que vão usar no trabalho; na luta contra o relógio o uniforme termina sendo preto ou bege, para que tudo combine sem que um só minuto seja perdido.
Mas tem as outras, com filhos já crescidos: essas, quando chegam em casa, têm que conversar com as crianças, perguntar como foi o dia na escola, procurar entender por que elas estão agressivas, por que o rendimento escolar está baixo.E ainda tem as outras que, com ou sem filhos, ainda têm um namorado que apronta, e sem o qual elas acham que não conseguem viver. Segundo um conhecedor da alma humana, só existem três coisas sem as quais não se pode viver: ar, água e pão.
Convenhamos que é difícil ser uma mulher de verdade. Impossível, eu diria.
Parabéns para quem consegue fingir tudo isso.

Danuza Leão



Ás 19:17
|



domingo, 13 de setembro de 2009 - 18:31





























Oi amigas!

Como estão? A viagem de Natal foi tranquila, bem light... muito descanso, comilança...rs... sombra e água fresca... em compensação, na volta... a viagem de 270 km Natal/Campina, que dura em média pouco mais de 3 horas... durou cinco horas e meia... engarrafamento total. Estão duplicando a BR-101aí já viu. Junta a volta do feriado com estrada com partes interditadas, com aquelas plaquinhas pare/siga... pronto, temos um caos...rs... mas tiramos fotos lindas lá, postei umas aqui e outras estão no orkut.

A semana seguiu normal, muito trabalho, correria, o básico. Mari foi meio resfriadinha para Natal, mas coisa pouca, corizando, espirrando, mas o clima quente ajudou e ela está bem melhor. Depois, eu que gripei. Estou aqui em casa de molho. Comecei com dor de garganta, moleza no corpo, espirro... só não achei q era gripe suína pq não tive os principais sintomas, febre e tosse, nem dor de cabeça, graças a Deus e os sintomas que eu tinha eram leves, sequer precisei faltar ao trabalho. Mas ainda assim fui à otorrino e estou tomando um remédio descongestionante, xarope e vitamina C.

Daí eu super congestionada, com voz rouca, Maricota falou: "mamãe, vc está com uma voz diferente, vc está com a voz... pausa... com a voz.... ah, com a voz listrada..."...rsrs... amei o "voz listrada"... não sei de onde ela tira essas...

Daí hoje pegou um par de luvas meu, que uso quando viajo para lugares frios, e colocou nela e saiu, daqui a pouco largou e veio dizer, "mamãe, tirei as luvas, elas são muito "cocentas"....rsrs.... mais uma neologia by Maricota....

Outra pérola... ela diz que o bebê de minha irmã será menina e se chamará Stephanie, mas se for menino sera "Lazytown"...rsrs....

Sim, agora ela tem uma irmã imaginária que se chama Leslie e só vive com sono, segundo ela. Ah, Leslie não dorme no quarto com ela, dorme na varanda...rsrs...

Lá em Natal a subi numa cadeira para lavar as mãos na pia, depois ela tentou alcançar alguma coisa e não conseguiu, e me perguntou: "mamãe, porque tudo é grande e eu sou tão pequena?" rsrsrs...

Ah, uma dia desses, já faz algum tempo, ela me perguntou porque não usava sutiã como a mamãe, eu falei, bem apressada para sair e meio sem pensar: "é porque vc não tem peito, filha." E ela "tenho sim mamãe, só que eles ainda não cresceram".

Placar: 01 Mariana x 0 mamãe kkkkkkkkkkkk

Boa semana para vcs... vou tentar voltar logo...beijos!!!!

Ps... Eminha, vc me perguntou do bebê que pedi orações alguns posts atrás (filha de uma colega de trabalho que nasceu prematura) e agora lembrei de dizer e pedir desculpas por não ter postado antes: ela teve alta semana passada, graças a Deus... está com mais de 2 kg e precisará de alguns cuidados, mas está bem! Obrigada a todas!!!



Ás 18:31
|



quinta-feira, 3 de setembro de 2009 - 18:36





Oi amigas..

Tudo bem? Me desculpem pelo sumiço. Ás vezes fico pensando que já houve um tempo que minhas únicas preocupações eram a escola/faculdade, e nada mais... é tão estranho isso, me parece uma realidade tão distante q parece até utopia... rsrsrs... eu tinha férias semestrais, não trabalhava, não pagava contas e sobretudo, não me preocupava... nem um peixinho de aquário pra dar conta eu tinha...rs... bom, eram tempos mais difíceis, concordo, eu vivia dura, mas confesso que me divertia tbem... tempos de estudante sempre deixam saudade né... quando estamos nessa fase, contamos os dias pra nos formar, trabalhar, casar, etc... daí passamos o resto da vida lembrando dessa época de estudante com saudades. Não que eu não goste de minha vida hoje como ela é. Gosto e muito. Mas não vou negar q às vezes dá saudade das preocupações daquele tempo, ou melhor, da falta delas...rs...naquele tempo, eu era só filha, então, alguém se preocupava comigo e pronto... hj, continuo sendo filha, e sei q ainda hj meus pais se preocupam comigo, mas tbem sou esposa, mãe, dona de casa, profissional e por aí vai...
Tem dias que o bicho pega e a gente acha que vai pirar por desempenhar tantos papéis ao mesmo tempo... rsrs...



Vou dar uma pequena amostra do meu dia a dia:



- Mamãe, brinca comigo? Vc nem brincou comigo hoje. Vamos fazer o casamento da Barbie? Vamos recortar e colar figurinhas? Me leva na escola?



- Olha Lek, acabou o toddy de Mariana e acabaram os lanchinhos de levar para a escola, tem q comprar.



- Amor, vc pode passar na loja e pegar a calça que mandei fazer a barra? Ah, e cadê minha camisa nova, aquela de sábado? Já procurei em tudo que é lugar e não acho!!!



- Filha, marca a consulta do seu pai? Mas tem q ir lá pessoalmente que por telefone já tentei e ninguém consegue!!



- Alô, aqui é da coordenação da pós graduação. Profa. Fulana quer saber que dia vc pode trazer a sua monografia com as correções que ela pediu. Vc ficou de ligar e não deu mais notícias. Segunda feira de manhã fica bom pra vc??



- Alek, está lembrada do relatório que q vc tem q enviar para o Conselho Nacional de Justiça? Faltam 03 dias p terminar o prazo de envio e o juiz já perguntou se foi enviado.





Nota: não raro, tudo isso no mesmo dia... me depiiiiilaaaa....!



Entendem porque eu sumo??



Mas como diz a propaganda do MacDonald’s: AMO MUITO TUDO ISSO...rs



Masssss... como sou filha de GOD... amanhã estamos indo, all the family, para Natal-RN, passar o feriadão em um hotel à beira mar... balançando na rede e tomando água de côco... passeando por aquela cidade linda (tua terra né Ana Laura?) e quiçá andando de buggy “sem emoção”, please, (alguém já desceu naquelas dunas de buggy, pedindo o passeio com emoção??)naquelas dunas branquinhas de Genipabu... se brincar, vou até andar de camelo, ou é dromedário, nem sei direito, q importaram do Saara pras dunas de cá... prometo que quando eu estiver almoçando, jantando ou lanchando no Camarões eu vou lembrar de todas vc...rsrsrs...

Beijos e inté... segunda estaremos de volta, se DEUS quiser!!!



Ás 18:36
|