<META content="MSHTML 6.00.2900.2604" name=GENERATOR><link rel="openid.server" href="http://www.blogger.com/openid-server.g" /> <!-- --><style type="text/css">@import url(http://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/697174003-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> <!-- --><style type="text/css">@import url(https://www.blogger.com/static/v1/v-css/navbar/3334278262-classic.css); div.b-mobile {display:none;} </style> </HEAD><!-- --></head><BODY><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener('load', function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <div id="navbar-iframe-container"></div> <script type="text/javascript" src="https://apis.google.com/js/plusone.js"></script> <script type="text/javascript"> gapi.load("gapi.iframes:gapi.iframes.style.bubble", function() { if (gapi.iframes && gapi.iframes.getContext) { gapi.iframes.getContext().openChild({ url: 'https://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID\x3d724954882693773146\x26blogName\x3dMaricota+amor+perfeito\x26publishMode\x3dPUBLISH_MODE_BLOGSPOT\x26navbarType\x3dBLUE\x26layoutType\x3dCLASSIC\x26searchRoot\x3dhttp://maricotaamorperfeito.blogspot.com/search\x26blogLocale\x3dpt_BR\x26v\x3d2\x26homepageUrl\x3dhttp://maricotaamorperfeito.blogspot.com/\x26vt\x3d4363314799310964676', where: document.getElementById("navbar-iframe-container"), id: "navbar-iframe" }); } }); </script><script type="text/javascript"> function setAttributeOnload(object, attribute, val) { if(window.addEventListener) { window.addEventListener("load", function(){ object[attribute] = val; }, false); } else { window.attachEvent('onload', function(){ object[attribute] = val; }); } } </script> <iframe src="http://www.blogger.com/navbar.g?targetBlogID=20017605&amp;blogName=Filhos+%C3%A9+uma+heran%C3%A7a+do+Senhor+%21&amp;publishMode=PUBLISH_MODE_BLOGSPOT&amp;navbarType=BLUE&amp;layoutType=CLASSIC&amp;searchRoot=http%3A%2F%2Fofofodemamae.blogspot.com%2Fsearch&amp;blogLocale=pt_BR&amp;homepageUrl=http%3A%2F%2Fofofodemamae.blogspot.com%2F" marginwidth="0" marginheight="0" scrolling="no" frameborder="0" height="30px" width="100%" id="navbar-iframe" allowtransparency="true" title="Blogger Navigation and Search"></iframe> <div></div>
quarta-feira, 28 de maio de 2008 - 18:54

Com 01 mês... soninho bom... nesse tempo, dormia tanto...rsrs...

Com dois meses... de chapeuzinho que titia trouxe de Gramado (aqui na PB, só de enfeite... )
Saindo para passear...

Torcedora patriota e compenetrada... Copa 2006

Minhas primeiras lambanças...rs.... aqui com 07 meses...
"aí o dragão era bonzinho e salvou a princesa, depois..." rs... leiturinha esperando o sono... 08 meses
Mamãe adora morder meu pé... deixa eu checar e ver se ela levou algum dedinho...um, dois,....
Menina flor... 09 meses
Maricota pintora... 09 meses

Minha primeira motoca... 11 meses

Como cresci...! Já sou uma mocinha. Dia das mães na escolinha. Pára com esse flash mamãe paparazzo...!



Oi amigas...

Bom, como terminei os posts da viagem, vou escrever um pouco sobre Marianinha... afinal, o blog foi feito mais para ela... é que sou um tanto (!!!) impaciente e nem todo dia tenho paciência pra postar detalhes do dia a dia, tipo ela fez isso, fez aquilo... não combina muito comigo...rs... sou mais pegar um tema e desenvolver sobre ele... só que nem todo dia a gente tem algo interessante pra escrever... mas esses dias parei pra ver como ela está "desenvolvida"...
Mari está cada dia mais esperta, diariamente noto algo que ela não sabia ou não falava no dia anterior. Eu procuro estimular muito quando estou com ela, e também ensino sempre Maria a como lidar quando não estou em casa.
A escola também tem ajudado muito, principalmente no quesito sociabilização. Ela, que é sempre muito arredia, está bem mais à vontade com outras crianças, abraça, pega na mão, chama para brincar, coisa que ela não fazia de jeito nenhum. Também deixa que as outras crianças brinquem com os brinquedos dela numa boa... vez ou outra cisma com um ou outro brinquedo, mas no geral ela divide bem os objetos dela com os outros.

Ela já conhece bem algumas letras do alfabeto, não todas, mas umas 10, 12 ela conhece bem. Um dia desses ela viu o tapete dela de E.V.A., aquele tipo quebra cabeças com letras e números, que comprei quando ela começou a sentar, para ela brincar no chão e engatinhar, e ele estava "aposentado" há algum tempo... daí um dia ela viu em cima do armário e pediu o "jogo de letrinhas"... peguei as letras e os números e fomos brincar... não é que a danadinha me surpeendeu com a quantidade de letrinhas que já conhece? E números também, eu sabia que ela conhecia algumas letras, mas ela conhece várias e os números (esses, graças ao DVD de Xuxa que entre um quadro e outro passa sempre os números e a Discovery Kids).

Na escolinha, aprendeu as formas "quadrado, triângulo e círculo"... agora vive pedindo para a gente desenhar e onde vê, reconhece... esse dias olhou para o chão no supermercado e falou "olha mamãe, estou dentro do quadrado e mamãe tá dentro de outro quadrado"... depois eu vi que eles fazem esse tipo de brincadeira na escola, fazem as formas geométricas com fita crepe no chão e cada criança fica dentro de uma forma diferente e as tias vão estimulando a ir mudando de lugar e falando onde cada criança está.

Ensinei a ela algumas letras e associei as letras à alguém ou algum objeto, tipo "A" de Aleksandra,"M" de Mariana, "D" de David, "V" de vovó e por aí vai.... ela memorizou e sabe dizer direitinho a letra... mas se a gente disser, por exemplo, "a" de avião, ela não aceita, diz "não", é o "A" de Aleksandra...rsrs... onde ela vê, ela aponta, e depois pergunto a cor da letra (o tapete é todo colorido) e ela já aprendeu bem algumas, o amarelo, o cor de rosa, o roxo (q ela diz "roxto"), o azul, ela já sabe bem, outras ela confunde... os números ela tbem reconhece bem quase todos, confunde o "1" com o "7" (ela diz q ambos são "1"), o "6" com o "9" e o zero ela fala que é a letra "o" de óculos...rsrs... os demais ela sabe direitinho... e fala, "é o 8 amarelo", "é o 5 roxto"....rs...outro dia pela pegou o zero e falou, "olha mamãe, parece com uma bolacha"...kkkkk.... tipo as rosquinhas que ela adora, com o furo...rs....muito bonitinho...rs...

Aliás, as novas palavras que ela adora usar toda hora é "parece com" e "eu acho"... esses dias ela viu um boneco meio dentuço e falou "parece com a Moniquinha"... e fica o tempo inteiro comparando, e falei com ela "Mariana, cadê sua chupeta?" e ela "eu acho que Maria guardou"... toda hora ela fala isso... é muito engraçado, um tico de gente "achando" alguma coisa... "Mari, cadê papai?" e ela: " eu acho que ele saiu"... outra moda dela agora é quando vê qualquer coisa que de interesse dela fala, eu quero, mamãe compra? Ou então, mamãe, vc compra (tal coisa) no shopping?? Pode?? rsrs... o pai fala... tô é lascado!!! Rs... esses dias eu ri demais, ela chegou pra mim e falou: "Mariana quer uma porta, mamãe compra?"...rsrs... eu falei, "pra que vc quer uma porta filha?" e ela "pra abrir e fechar assim" (e fez o gesto)...kkkkkkkkk... vai entender o porquê de pedir uma porta... só faltou dizer, "se liga mãe, pra que serve uma porta??" kkkkkkkkkkkkkkk....

Ela também já fala o "r" travado corretamente...não troca mais pelo "l" como antes... fala palavras como Mariana, prato, tirar, trocar, quero... fala bem explicadinho... quando eu estava viajando, minha mãe ensinou-a o endereço de casa... e ela fala direitinho (quando está com boa vontade),o nome da rua, o número, o apartamento e o bairro... mas só quando está a fim....rsrs...

Meu próximo passo é iniciar o desfralde... ela ainda está um tanto longe, principalmente com xixi... vejo que ainda não tem controle algum... cocô, as vezes ela pede, mas na maioria das vezes, só avisa depois que o "serviço" está feito... interessante que passou um tempo pedindo diariamente pra fazer cocô... quase não fazia na fralda, mas depois desistiu e voltou atrás...rs... mas é assim mesmo, tento não ficar ansiosa, pq cada criança tem seu tempo... tenho uma amiga que a filha dela só tem 3 meses a mais que Mariana (Gabi de Aninha), e já não usa mais fraldas há uns meses, a não ser para dormir... pede direitinho... até ultrasom ela fez esses dias, aquela que faz bexiga cheia, a mãe pedindo e ela segurou direitinho o xixi até a hora do exame... (Parabéns Bibi... tia Lek tá orgulhosa de vc...rsrs....), mas enfim... cada um tem seu próprio tempo, como bem cantou Renato Russo... não adianta atropelar...
É muito bom ver esse pitoquinho de gente crescendo, virando gente...rs... dia desses estava na barriga, depois estava no braço, pequenininha... só comendo e dormindo... dá uma peninha de ver que não é mais um bebê...rs... mas ao mesmo tempo fico feliz e agradeço a DEUS todo dia de ela ser uma criança que cresce a cada dia, feliz, saudável, inteligente... isso é o que há de mais importante nesse mundo pra mim...

Beijos a todas!!!



Ás 18:54
|



sábado, 24 de maio de 2008 - 19:20

Louvre
Pátio do Louvre

A Monalisa
Capela da Medalha Milagrosa

Entrada da Capela

Notre Dame
Jardim de Luxemburgo

Panteão

Sacre Coeur

Jardim de Tuilleries

Jardim de Tuilleries
PARIS
PARTE II

Continuando nossa jornada em Paris... geralmente saíamos do hotel por volta das 09h00, víamos o itinerário que queríamos, íamos para a estação do metrô seguíamos o passeio... andávamos muito, muito, a pé principalmente. Em quase todas essas cidades, vale muito a pena andar a pé, só assim vc vê realmente a cidade, as pessoas, os monumentos, enfim... "sente" o lugar... só andávamos de metrô de um ponto a outro mais distante e para sair e chegar no hotel. Paris, como Londres, é muito bem servida de metrô. Sempre tem uma estação perto de onde vc está e rapidamente vc vai para onde quer, sem trânsito, sem demora. Falando em trânsito, o trânsito de Paris é caótico. Deixa SP e RJ no chinelo...rs.... também me chamou atenção a mal educação dos franceses no trânsito... ao contrário dos outros lugares q fomos na Europa. Lá, se buzina muito, por qualquer coisa, também não respeitam muito os pedestres... avançam na faixa com o sinal verde pra pedestre atravessar, na maior cara de pau... e mal abriu pra eles, avançam com tudo, vc que corra... estacionam em cima de calçada na maior... também tem muita moto... nesse ponto, me senti em casa...rsrs... tem um carro muito engraçado, o smart car, um carro que só tem dois lugares, motorista e passageiro ao lado... e nada mais... parece uma caixinha de fósforo... perto dele, o Ford KA é bonito e espaçoso... rsrsrs...(se bem que a nova versão do KA, recém lançada, é bem bonitinha....). Por outro lado... o que mais vi nessa viagem foi carro bonito, o famoso carrão... David ficava abestalhado, homem sempre liga mais pra essa coisa de carro... vivia apontando, "olha esse Porsche, olha aquela Ferrari, olha esse Maseratti...kkkkk" o bichinho ficava babando...kkkk.... mas carro lá tem preço bem mais acessível que aqui...o carro que minha amiga Lies tem, na Bélgica, levando-se em conta que ela é assalariada e classe média, só quem tem aqui é gente c/ muita grana... alto executivo, etc... e custa um terço do preço que custa aqui...

Mas deixando o olho grande nos carros alheios...rs... no penúltimo dia fomos ao Louvre, ao jardim de Tuilleries e Palácio de Luxemburgo. O Jardim de Tuilleries fica de frente ao Louvre, um parque lindo, florido, com fonte, um lugar encantador! O Jardim de Luxemburgo, onde fica o Palácio do mesmo nome, tbem é magnífico...é onde fica a sede do Senado de lá, se não me engano... lindo demais... aliás, na Europa toda se cultiva muito o hábito de as pessoas irem a parques, sentar, fazer piquenique, levam bebê em seus carrinhos, crianças com patins e bicicletas, ou vão simplesmente ler, ouvir música, tomar sol, namorar sentados na grama... coisa que aqui no Brasil tempos pouco... o Ibirapuera é um exemplo... eu conheço, muito bonito... mas como tudo no Brasil, dependendo da hora e do lugar no parque, é perigoso...
Já o Museu do Louvre é um caso à parte... bom, pra se conhecer o Louvre todo, um dia não dá. Para saborear o que ele tem a oferecer, eu diria que várias semanas, se for pra olhar tudo com calma... tanto é que vc pode comprar o ingresso de um dia, o mais comum para turistas, como pode comprar uma espécie de passe, que dá acesso ao museu por 15 dias, por um mês, ou por um ano, etc. Esses são mais usados pelos locais e por estudantes de arte. No total são mais de 60 mil m2 de exposição, mais 50.000 obras, entre pinturas, esculturas, documentos, artesanatos etc.... O prédio em si já impressiona... tem quase mil anos de contruído, formato de U, fica entre o rio Sena e a Rue de Rivoli. Foi palácio de reis por muitos séculos. (Alek tbem é cultura...rsrs... nada que um folheto não explique...kkk). Além das obras de arte pertencentes ao museu, que ficam lá permanentemente, há inúmeras exposições temporárias, de vários artistas de todos os cantos do mundo. Quando entrei lá, estava tendo uma só com peças e outras obras de arte da Babilônia... são em outras alas, paga-se um ingresso diferenciado para entrar. Não valia a pena para nós, já que íamos ver o Louvre muito "en passant" como diriam os franceses.
Como não tinha como ver tudo, pegamos o mapa do museu (sem o mapa, vc literalmente se perde lá dentro)...e escolhemos o que íamos ver. No museu da guerra, no dia anterior, q também é gigantesco, David se perdeu de nós três, naquela coisa de cada um ver algo de seu interese, andar na frente...ou parar... só encontramos ele quase duas horas depois... eu já estava era aflita...kkkkk...
Para se ter uma idéia da grandiosidade do Louvre, no térreo fica um pequeno shopping center, com lojas de várias grifes, perfumarias, cafés, muitas livrarias... etc...
Bom, decidimos ver as pinturas mais famosas, já que não é todo dia que vemos quadros de Caravaggio, Rafael ou Leonardo da Vinci na nossa frente, e algumas esculturas gregas.

Para quem leu (e gostou) de "O Código da Vinci" ( de Dan Drown) , o Louvre é um prato cheio... lembro que devorei o livro... embora saiba que é pura ficção, mas é super legal vc ficar lembrando das passagens do livro e vendo o cenário ao vivo...rs... a tela mais famosa do Louvre, a Monalisa, fica sozinha em uma parede gigantesca... geralmente ficam umas 20 telas em cada parede, mas a Monalisa fica só, atrás de uma parede de vidro, um cordão de isolamento (nem na perede de vidro pode tocar... ) e com dois seguranças, um de cada lado...aff... nunca vi uma coisa tão bem "guardada"... acho que é por isso que dá margem a tanto mistério, devaneios, lendas e histórias... a face de uma mulher (que nem é muito feminina, nem masculina... meio andrógina...rs) e seu misterioso sorriso... tem outras pinturas de da Vinci lá, como a Madona das Rochas, muito visitada tbem. Não dá pra imaginar o quanto se anda em um museu desses! Kilômetros.. as pernas começam a doer, vc não vê a hora de se sentar... tanto que dentro dos halls do museu têm uns sofás redondos, enormes e muito disputados...rs....
No nosso último dia em Paris resolvemos visitar as Galerias Lafayette, um espécie de shopping super famoso, lindo, que, para variar, é cheio de lojas de griffes famosas (e caras), e fomos também às igrejas mais famosas... começamos pela Basílica de Sacre Coeur, q dava pra ir a pé do hotel. Próxima parada obrigatória, catedral de Notre Dame, depois Saint Chapelle e Igreja de Saint Sulpice... (tbem aparece no "Código da Vinci"). Também queria muito ir na Igreja da Medalha Milagrosa, de Sta. Catarina Labouré. Foi difícil achar...passamos um tempão procurando... não é famosa, fica bem escondidinha numa ruela bem charmosa, a rue de Bàc... graças aos talentos de homem-GPS do meu cunhado Gustavo, encontramos... uma porta não muito grande, que abre pra um enorme pátio... era o convento onde Nossa Senhora apareceu à então noviça Santa Catarina Labouré. Foram várias as aparições, sendo a principal no dia 27 de novembro de 1830, quando N. Sra. mandou Catarina cunhar uma medalha e disse a frase que nela devia constar, hoje tão repetida pelos devotos de Maria: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a vós". Lá fica o corpo de Santa Catarina Labouré, desenterrado depois de 50 anos e levado para lá, e ainda assim conservado (eu vi!!!), além do corpo de Santa Luiza de Marillac e o coração de São Vicente de Paulo, em uma urna. Ele é o fundador da ordem à qual a noviça Catarina pertencia.
Foi especial para mim essa visita, pois desde adolescente que sou devota da Medalha Milagrosa e já fiz muitas e muitas vezes a novena, alcançando graças, desque que a recebi, junto com uma medalhinha, de uma amiga no colégio, quando tinha 16 anos. Lembrei lá de Bel... mamãe da Vivi... que é devota fervorosa dessa Santa, bem como da minha prima Geiza, que recebeu um grande milagre de Nossa Senhora das Graças.
Não tirei muitas fotos... primeiro pq não sabia se podia, umas igrejas permitem, outras não... consultei uma freira e ela me falou que podia, mas tinha começado a missa e eu não quis ser inconveniente, pois as relíquias das duas santas ficam ao lado do altar... mas saí de lá feliz!
Ainda fomos ao Panteão, onde ficam os restos mortais de grandes homens como Voltaire, Victor Hugo, do escritor Alexandre Dumas, de Marie Curie, entre outros tantos... Não deu tempo ir ao Palácio de Versailles, pois ficava um pouco longe...

Andamos ainda um pouco mais... fui na Praça da Bastilha.... palco da Revolução Francesa (do final dela...) e no dia seguinte David e eu retornamos ao Brasil. Meu cunhado e minha irmã ainda foram para Veneza e Roma (incluindo o Vaticano)... amaram!

Eu achei que duas semanas já foi tempo demais para ficar longe da Maricota... mais uma semana não dava...eles passaram mais uma semana na Itália (ah amigas... e finalmente comeram BEM... e não fez frio!!!! ) Rsrs... Bom, para mim, fica para uma outra oportunidade!
No final, cheguei a conclusão que valeu muito a pena ter ido. É caro, a viagem em si foi corrida e cansativa, não vou negar. Não gosto de avião (na verdade, tenho pavor...), foi pouco tempo, muitos lugares ... mas compensa em todos os sentidos...o que a gente vê, aprende, sente, não há dinheiro que pague. As histórias engraçadas para contar, os lugares para lembrar...

Ao contrário dos meus prognósticos, Maricota ficou muito bem, obrigado...rs.... não chorou, comeu e dormiu bem, foi à escola (sem dar escândalo, coisa q fazia comigo todo dia...). Minha mãe, a babá Maria (super nanny), e Clécia ( a outra moça que trabalha conosco) se desdobraram em cuidados. Eu ligava diariamente, às vezes mais de uma vez ao dia. Eu que me debulhei em lágrimas e culpa, por estar "abandonando" minha pequena... em troca de uma viagem (embora muito sonhada e merecida, creio eu). Boba eu se tivesse deixado de ir... afinal, como escuto muito no meio jurídico onde trabalho: "eu tenho meus direitos né doutouras??"....kkkkk.
Se está tudo bem, o filho com saúde, e vc tem com quem deixar, alguém em quem vc confie... não vejo o porquê de não fazer algo assim... ou algo mais curto, ou mais perto... enfim... faz bem para a gente, faz bem para o casamento... o tempo passa, os filhos crescem, vão para as "baladas" pq assim é a vida... se Deus quiser... daqui a pouco, é ela quem estará viajando com os amigos... e eu em casa, torcendo e rezando para que ela seja feliz!!
Beijos!!!
PS. Eliana... sobre o seu comentário, eu achei que devia sim, escrever aquilo no blog de Vanessa... respeito a opinião dela, como falei lá, mas não gosto da maneira como alguns evangélicos minorizam Maria, Aquela que foi, na minha opinião, a mais humilde e fervorosa Serva de Deus. Sou devota de Maria e me sinto ofendida quando A menosprezam. Respeito os evangélicos e admiro a fé dela (que já foi católica), mas não podia me calar. Creio que, se ela leu o comentário, ela me entendeu e não se chateou.
Ah, já ouvi sim, falar da Gisela Savioli, do livro dela não. Eu já fui à Canção Nova, quando estava grávida de Mariana, e conheci pessoalmente Dr. Roque Savioli, tenho alguns livros dele, ele até me autografou um deles que estava lançando na época... uma pessoa super simpática. O livro dele "Milagres que a Medicina não contou" é muito bom. Vou procurar aqui "A filha da fé".
Nesta viagem, fui também em Aparecida, e lá na Basílica, diante da imagem da Santinha pescada no rio, prometi que, se fosse uma menina (na época estava no início da gestação e ainda não sabia o sexo ) colocaria um nome mariano nela. Não achei nada mais lindo e apropriado do que MARIANA, nome da mãe e avó de Jesus...
Obrigadão... beijos!



Ás 19:20
|



quinta-feira, 22 de maio de 2008 - 16:33

ARCO DO TRIUNFO




PARQUE NA CHAMPS ELYSÉES



PONTE ALEXANDRE III - Contemplando o rio Sena...



PARA QUEM GOSTA DE FLORES: TULIPAS!!!



Viagem Parte V
Paris Parte I

Continuando...

De Bruxelas, pegamos um trem e uma hora e meia depois chegávamos em Paris. O bom da Europa é isso, que em pouco tempo se vai de um país a outro...é tudo muito perto! Os trens são rápidos e os preços acessíveis. Chegamos em Paris e pegamos um táxi para o hotel... aí sim, isso é caro... foi algo em torno de 40 euros e nem era tão longe! Mais caro que a passagens de Bruxelas para Paris de trem. Começaram nossas dificuldades com o idioma. Até para pegar informações sobre trens, metrôs, era difícil. Quase ninguém fala inglês ou espanhol e também não se empenham muito em entender. Nosso hotel era bem ruinzinho, em todos os outros lugares conseguimos bons hotéis, mas em Paris era bem fraquinho mesmo (com exceção de Londres, todos os outros hotéis que ficamos foi pelo Bancorbrás... valeu a pena, recomendo...bom e barato), mas em Paris infelizmente erramos na escolha, até pq internet engana muito, vimos fotos, tinha uma estação de metrô perto (importantíssimo na hora da escolha) e tals... mas o hotel era bem velho e maltratado, além do quarto ser um ovo - de codorna!! E tinha dois lances de escada para subir (com mala pesada) antes de chegar no elevador... já viram isso?? Ah, uma coisa engraçada que vi na Europa foi uns micro elevadores... só dá para duas pessoas... minúsculo... se alguém tiver claustrofobia, não entra lá mesmo... além de tudo são daqueles super antigos, q dá impressão que vai quebrar a qualquer hora... em todo caso, o hotel tinha cama com lençóis limpos, banheiro, aquecedor... como só íamos praticamente dormir mesmo, deu para quebrar o galho. Tinha uma recepcionista lá, até simpática, mas um caso à parte... estava sempre com maquiagem pesada, cabelo com penteado, roupas um tanto extravagantes... era uma mistura de atriz de novela mexicana com aeromoça... uma figura...rs...
A vizinhança tbem não era das melhores: ficava no bairro de Montmartre, um bairro, digamos, boêmio...rs... pra vcs terem uma idéia, fica bem pertinho do Moulin Rouge, aquele famoso cabaret de Paris onde se passa o filme do mesmo nome. E tinha outros bares/boates meio suspeitos perto também... dava pra ver claramente que eram cheios de prostitutas dentro... dançando...rs... mas a gente ia passando rapidinho em frente e não tivemos problemas.

Paris é uma cidade única. É linda. E bota linda nisso... quando a gente pensa que viu a coisa mais linda de Paris, aparece na sua frente outra, mais linda ainda! No começo, eu fazia, "ah, aqui dá uma linda foto, aqui também, e aqui..." depois vi que PARIS inteira é uma linda foto... é arte, arquitetura, história, cultura, tudo ao mesmo tempo... a céu aberto, a gente tem que olhar bem, fechar os olhos e olhar de novo para assimilar tanta beleza, tanta informação... meus olhos tupiniquins não estavam acostumados à tudo aquilo...rsrs... superou minhas expectativas e com certeza, de todas, foi a cidade mais bonita que visitei (e o páreo foi duro..rs...). Passei 04 dias lá, pouquíssimo perto do que se tem para ver... mas fizemos o que pudemos nesse curto espaço de tempo para conhecer pelo menos o básico (se é que Paris tem algum lugar "básico"..rs...)... Paris pede, no mínimo, umas duas semanas para se ver as coisas com mais calma... é tanta coisa... mas tanta... enfim... quando a gente sai de lá, já fica pensando no dia que vai poder voltar...rs...
Começamos com o city tour do turista "básico-deslumbrado"...rsrs...fomos para o Arco do Triunfo e de lá, descemos toda a Champs Elysées... são uns 5 km... linda... cheia de lojas daquelas grifes bem básicas...rs... Dior, Chanel, Mont Blanc, Versace, Luis Vuitton...e por aí vai...rs... dizem que nas portas têm alarme "detector de pobre", por isso, nem entrei....rsrsrsrsrsrs... tem também uns parques lindos, ao longo de toda a Champs Elysées e como era primavera, belos canteiros de flores, principalmente tulipas.

Fomos na Praça da Concórdia, Ponte Alexandre III (umas das mais belas q já vi)... no museu dos Inválidos, lá tem a história de inúmeras guerras, desde medievais até a II Grande Guerra, lá tbem fica a tumba de Napoleão... num lugar enorme e suntuoso... Napoleão lá é tratado com toda a deferência (a memória dele, aliás)... tbem não podia ser diferente, visto que ele literalmente fez a França ser o que é hoje... à custa de muito sangue, muita guerra... subjugou muitos povos (se não fosse ele, D. João não teria vindo pra cá com a família e os apaninguados, em 1808)...cada país que conquistava, cada guerra vencida, cobrava do país vencido tributos em obras de arte e ouro... daí o acervo da França em pinturas, esculturas etc... ser um dos maiores, senão o maior, do mundo.
Com certeza, um dos lugares que mais amei ter ido foi a Torre Eiffel... linda, suntuosa, imponente, um monumento já tão visto, tão conhecido, mas que ao vivo toma outras proporções.
Fica em um parque (se não me engano, chama-se Campo de Marte) onde a gente senta somente pra apreciar a paisagem, as pessoas lêem, fazem piquenique. Não subimos na torre. A fila estava gigantesca, coisa de passar umas duas horas só pra conseguir chegar lá... se subíssemos, ia ser, no mínimo mais outras duas lá por cima... como nosso tempo era curto e o intinerário longo, fizemos uma horinha lá, compramos uns souvenir e já seguimos pra outro rumo, uma caminhada pelas margens do Rio Sena...é tudo calçado, bem bancos tipo de praça... lindo, romântico e frio...rs...embora estivesse levemente menos frio que nos outros países, ainda assim estava de bater o queixo...rs...
Não tivemos muita sorte com a culinária francesa... dizem que é a melhor do mundo... creio que não fomos aos lugares certos... sem conhecer e sem ter quem indique fica difícil... pedi um prato de nome pomposo e quando chegou era carneiro preparado tipo carne de panela...rsrs... td mundo tirou a maior onda comigo, dizendo que fui p/ França comer o paraibaníssimo bode...kkkk.... só faltou o cuscuz... outro dia fomos almoçar numa creperia super charmosa, provar o famoso crepe francês... errei também... o crepe era ruim, sem gosto, sal nenhum, deixei quase todo... e fui me contentar depois com batatas Pringles com refri...aff...até porque como é tudo muito caro, não dá para errar e pedir outro prato, como costumeiramente fazemos aqui no Brasil. Cheguei a conclusão que em termos de comida somos privilegiadíssimos aqui... temos tudo, em abundância e fartura... e bons preços... carnes, massas, saladas, cereais, frutas... já pensaram no que é um rodízio em churrascaria, um self service daqueles bem bons e variados mesmo? Nossa mesa de sobremesas nos restaurantes?? Quando a gente sai daqui é que vê o quanto comemos bem... nunquinha esses europeus vão comer como nós! Ah... e sobre o tamanho dos pratos nos restaurantes franceses, como dizem por aí, é verdade verdadeira: a porção vem bem pequena mesmo... um enfeitinho aqui, outro ali e comida que é bom, pouca...rs... como dizia meu cunhado... "eu ainda comia mais uns dois desses....rs".... há pouco tempo atrás na França lançaram um livro que virou best seller mundial, principalmente entre as mulheres: "Porque as francesas não engordam"... bom, acho que descobri o porquê...rs...

Bom, vou parando que o post tá enorme, fica até cansativo de ler...(eu não disse que Paris dá uns dois posts...?!) amanhã continuo com o Louvre (fantástico) e o restante do passeio... beijos!!!




Ás 16:33
|



quarta-feira, 21 de maio de 2008 - 13:01

Oi amigas! Como estão? Espero que bem... meu aniversário foi tranquïlo, quer dizer, quase tranqüilo... passei o dia correndo com coisas do trabalho... abacaxis que volta e meia aparecem pra nos dar uma dorzinha de cabeça...rs...
Mariana continua gripada, tossindo muito, já está medicada, agora é só ter paciência mesmo(coisa q tenho pouco, infelizmente). Está sem querer comer direito... dormindo mal. Já não dorme bem, com a tosse então, é um terror... passa a noite assim: adormece, tosse, acorda chorando, algumas vezes vomita com a tosse, depois adormece de novo, lá vem a tosse, lá vem mais choro... morro de dó... ela fica super irritada e não é para menos... de tabela, também não durmo... o clima não ajuda, ora chove, ora faz calor, no outro dia já chove de novo, e por aí vai.
Para não passar em branco, encomendei uma torta, alguns docinhos e salgados... apesar de dodói, Mari estava bem animada para cantar os "talabéns" da mamãe... vieram meus pais, as meninas do escritório, umas duas amigas com os filhos, um casal de primos... Mariana brincou um bocado... mas depois já estava super enjoada, chorando com tudo...
Mais um ano, e agradeço a Deus pelo dom da minha vida, por minha família, amigos tão queridos, de longe, de perto, amigos bem antigos, amigos novos mas muito queridos... de coração, obrigada a todos.
É muito bom a gente saber que é lembrada, que é querida... duas amigas da faculdade de ligaram... da faculdade de Pedagogia, diga-se de passagem... e nós nos formamos há 12 anos atrás!!! Enfim... É muito bom ter amigos... Obrigada por vcs exisitirem na minha vida!
Beijos!

PS. logo abaixo tem umas fotinhas q tiramos ontem...bjs...



Ás 13:01
|



- 12:56
Veja meu Slide Show!

terça-feira, 20 de maio de 2008 - 06:00

“A gente pode morar numa casa mais ou menos, numa rua mais ou menos, numa cidade mais ou menos, e até ter um governo mais ou menos.
A gente pode dormir numa cama mais ou menos, comer um feijão mais ou menos, ter um transporte mais ou menos, e até ser obrigado a acreditar mais ou menos no futuro.
A gente pode olhar em volta e sentir que tudo está mais ou menos... TUDO BEM!
O que a gente não pode mesmo, nunca, de jeito nenhum... é amar mais ou menos, sonhar mais ou menos, ser amigo mais ou menos, namorar mais ou menos, ter fé mais ou menos, e acreditar mais ou menos. Senão a gente corre o risco de se tornar uma pessoa mais ou menos”(Chico Xavier)...

Fiquei pensando no que postar hoje, dia do meu aniversário. Depois cheguei a conclusão que tudo que eu mais tentei nesses meus anos já vividos e tentarei, com todas as minhas forças, nos muitos outros (se Deus quiser!!!) que ainda virão, é nunca ser uma pessoa "mais ou menos".

"A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso, cante, chore, dance, ria e viva intensamente, antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos."

Beijos!



Ás 06:00
|



sábado, 17 de maio de 2008 - 13:55

Na maternidade: Aninha, eu e Juliana (Bebel e Julinha indoor)..rs
Momentos depois, outdoor, ao vivo e a cores!!!!

Gente nova no pedaço!!!


Gostaria de começar o post parabenizando minha amiga Juliana, que anteontem trouxe ao mundo duas lindas menininhas: Maria Izabel e Maria Júlia... duas lindas princesinhas que chegaram para abençoar e alegrar ainda mais a vida do seu papai e sua mamãe! Bebel e Julinha, Maricota e mamãe desejam a vocês duas muitas felicidades, que Deus esteja sempre com vcs, que vcs cresçam saudáveis e sejam muito felizes. Agora eu entendo o barrigão de Ju na maternidade... rsrs... com duas gostosíssimas e fofas daquele tamanho lá dentro... não podia ser diferente!

Ao pai babão, André, que era titio Dedezinho e passou a ser papai Dedezinho há alguns meses - e ao vivo e a cores e com SOM...(amplificado por dois...rs...) agora, desejamos tudo de bom nessa nova fase da vida!
Titio, Marianinha espera ansiosa pela aquisição da Kombi rosa que vc prometeu e os passeios animadíssimos dentro dela...rsrsrsrsrs.... beijos aos quatro!!!

Já aqui em casa, a virose aportou... Marianinha desde ontem está corizando, febril, tossindo um pouco e enjoadinha... quem já dá trabalho pra dormir estando em seu estado normal, imagine assim!! Não deu outra, foi dormir ontem às 04h00 da manhã, acordou por volta das 10h00 e até agora está firme e forte - quase 19h00), sem um cochilo durante o dia! Está tomando alivium para controlar a temperatura, vitamina C, o velho Polaramine pra tosse (acreditem, ela não sente sono nem com Polaramine!!!)... mas está uma matraca... algumas das últimas pérolas dela:

-Estávamos pintando com lápis de cera e eu fui falar algo com ela e toquei com o lápis na sua cabecinha... ela se virou pra mim com ar reprovador e falou "Mamãe, pára, não risca minha cabeça com esse lápis!!!"...rs... eu pedi desculpa né... que mais podia fazer...rsrsrs...

- hoje estávamos brincando em seu quarto, e ela tem um jacaré enorme de pano, o "Onofre" e quando ela olhou em cima da cama o jacaré estava com a cabeça em cima da Barbie, ela gritou assustada: Mô Deus, Onofi, não ingula Barbie não!!!

-Toda vez que assiste Backyardigans ela fica preocupada porque os cinco personagens não estão juntos... não sei se vcs notaram, mas nem sempre os cinco participam dos episódios ao mesmo tempo... às vezes tem um episódio sem Tasha, ou sem Austin, e por aí vai... eu nem tinha notado...rs... mas ela fica o tempo todo perguntando... ontem viu um episódio (aquele da Polca, pra quem conhece) e olhou pra mim: Mamãe, cadê Tasha, puquê ela num veio hoje??" Rsrs...

- Ela tem tanta aversão a dormir que começa a querer chorar quando eu visto meu pijama (o dela, então, ela faz um escândalo), pq sabe que está chegando a hora de dormir. Ontem quando eu cheguei perto dela de roupa de dormir ela falou "Não mamãe, por favor, vá tirar essa roupa, vá...." pode?? Alguem já ouviu falar de um pássaro chamado tetéu?? Rsrs...

Bom final de semana pra vcs!!!





Ás 13:55
|



quinta-feira, 15 de maio de 2008 - 18:48

CASA DOS PAIS DE ANNELIES
BRUXELAS

A FAMOSA FONTE SÍMBOLO DA CIDADE


O ÁTOMO... BRUXELAS


ANTUÉRPIA


BRUGGE

Viagem - Parte IV

Oi amigas, hj vou retomar os relatos da viagem pra ver se termino... pra começar, estou com uma inveja (no bom sentido...rs) do meu cunhado, que foi conosco p/ Europa e já está lá de novo...rsrs... foi pra França, mas dessa vez à trabalho. Ele trabalha em um banco de investimentos, e este banco tem um fundo de investimentos em cinema, para filmes brasileiros, ele é uma espécie de coordenador deste fundo de cinema e por causa disso foi para o Festival de Cinema de Cannes, já que filmes brasileiros que eles investiram estão sendo exibidos lá.
Mas pense num trabalhinho bom...queria um desses... deve estar lá vendo ao vivo Brad Pitt (!!!) e companhia limitada... vi algumas coisas na net... a entrada no tapete vermelho, essas coisas.... pedi p/ ele tirar muitas fotos, mas se o conheço bem, ele não vai tirar nem a primeira...rsrs... bom, deixando de lado o olho no emprego alheio (e eu passei a tarde no Fórum... igualzinho né??...rs...) vou voltar a viagem retomando da Bélgica.
De Amsterdã pegamos um trem e em cerca de duas horas estávamos na Bélgica, mais precisamente na cidade de Antuérpia. Na Bélgica ficamos hospedados na casa de uma amiga minha, Annelies. Conheci Lies, como td mundo a chama, quando ela veio para o intercâmbio aqui, há cerca de uns 12 anos atrás... ela passou um ano aqui e ficamos muito próximas, já que eu era voluntária no intercâmbio, o AFS. Desde que ela foi embora, volta e meia nos falávamos... depois ela já voltou mais duas vezes aqui com os irmãos e na última vez que veio, ano passado, nos convidou pra ficar na casa dela quando fóssemos pra lá. Ela mora na Antuérpia, uma cidade portuária muito bonita, cerca de 01h30 de Bruxelas. Ficamos, na realidade, na casa dos pais dela, Cecilie e Johann, pois ela hj mora só em um pequeno apto... e ela ficou lá na casa deles conosco enquanto estávamos lá. Foi maravilhosa nossa estada na Bélgica. Além de estarmos na casa de pessoas maravilhosas, simpáticas e acolhedoras, tínhamos também Lies que foi nossa motorista e guia turístico com a maior boa vontade... escolheu os lugares que íamos, nos levou de carro e assim otimizamos nosso tempo e conhecemos três cidades na Bélgica (Antuépia, Brugge e Bruxelas).
Brugge é uma cidade lindíssima... bem pequena, turística, toda entrecortada por canais, como Amsterdã, e o lugar onde vi a maior concentração de "chocolateries" por metro quadrado...rs...nunca vi tanta loja de chocolate junta... cada uma mais linda (e apetitosa) que a outra... dizem que o chocolate belga é o melhor do mundo, se é mesmo não sei, mas acho que nunca comi tanto chocolate em tão pouco espaço de tempo quanto comi na Bélgica...rs... precisava de energia sabe?? rsrs...
Andamos pé a cidade toda, muitas igrejas lindas, cafés, parques, lojas... foi um dia maravilhoso! Na casa de Lies os pais dela se desdobraram para que nos sentíssemos à vontade... achei muito gentil da parte deles, pois os europeus são muito "na deles", principalmente com estranhos. Imagina receber na sua casa quatro estrangeiros que vc nunca viu na vida??
Lá na região que ficamos, o idioma falado é o flamengo, (que se parece com o holandês) e o francês tbem é oficial, embora pouco falado na região. Lies fala português muito bem, além disso, os pais falam inglês, então não tivemos problemas... sem entender o idioma, como foi nosso caso na França, cria muitas dificuldades.... lá na casa de Lies, tiramos nossa barriga da miséria...rs... (pra melhor dizer, tiramos nossa barriga dos croissants, e outras besteiras que comíamos no café da manhã), pois o café era bem parecido com o nosso: pães, queijos, geléias, leite, café, frutas, iogurtes... tudibom!!!!

Em Antuérpia jantamos num restaurante estilo medieval, tudo lembrava as antigas tavernas, as paredes, as mesas e cadeiras, a iluminação era feita com tochas e velas nas mesas, as pessoas vestidas á caráter, a música também, muito legal... pena que as fotos não ficaram boas...

Bruxelas também é uma cidade linda de se ver... mas só passamos um dia lá, e ainda por cima choveu bastante. Fomos num monumento lá, tipo um átomo gigante muito conhecido, bem como em uma estátua tipo fonte (tão pequenininha...imaginava diferente) de um menininho fazendo xixi, que é o símbolo mais famoso da cidade. Também visitamos aluns prédios históricos lindos (pra variar...rs). Fui numa chocolateria super famosa, a GODIVA, que vende um dos melhores e mais famosos chocolates do mundo. O chocolate quente de lá... sem adjetivos... sabe aquela coisinha cremosa... feito a Skol... descia redondo...rsrs... comprei lá um monte de chocolate... só não comprei mais pq era muito caro...snifff... e comi o último hoje.... mais sniffss...
Dos belgas (sem contar Lies e seus pais) tenho pouco a dizer, já que Lies era nossa intérprete e guia, então nem preciamos "interagir" muito com eles... ela fazia o trabalho por nós.
De Bruxelas, pegamos um trem e chegamos na tão esperada Paris... (ou PARRÍ), como dizem os "simpaticíssimos" franceses...rsrs... que fica pra o próximo e último post sobre a viagem!
Beijos!







Ás 18:48
|



segunda-feira, 12 de maio de 2008 - 08:58

Oi amigas....
Como passaram o dia das mães? Espero que bem! Comigo tudo em paz... fiquei em casa mesmo, meus pais e minha irmã vieram pra cá, então foi bem família mesmo...não saí nem pra almoçar, além do dia chuvoso, sair dia das mães pra restaurante é pedir pra se aborrecer... pelo menos aqui... tudo lotado, serviço lento, fila na porta... então fizemos uma comidinha gostosa e ficamos em casa... Mari me deu duas lindas blusas!

Aproveitando o ensejo do dia das mães, uma amiga me fez uma pergunta via e-mail, que eu respondo aqui e também pergunto a vcs, pois acho que uma das coissas boas do blog é a troca de experiências:


Qual foi o momento mais difícil da sua vida de mãe, e por que?

Graças a Deus, minha vida de mãe tem sido muito tranquila. Marianinha é uma criança feliz e saudável. Tirando dificuldades de sono que nos levam à algumas noites em claro, não tenho do que reclamar. Mas, se posso citar momentos difíceis como mãe, creio que foi o período de amamentação. Com certeza foi o mais difícil. A campanha de aleitamento materno é muito ostensiva e quando lemos sobre o assunto, ficamos naquela certeza de que toda mãe é capaz de amamentar..., só o leite materno é perfeito para o bebê, pesquisas indicam que crianças que mamam de desenvolvem melhor, falam mais cedo e são mais inteligentes... todo esse blá blá blá que todas as mães conhecem. Sendo assim, eu tinha certeza que meu leite ia "jorrar" por assim dizer...rs... ledo engano. Amamentar é difícil, dolorido e para mim foi, de certa forma, traumático. Eu fiquei de peito ferido, ao ponto de chorar toda vez que ela começava a mamar. parecia que mil abelhinhas me ferroavam... para completar, tinha muito pouco leite, ela ficava horas no peito("insista!!!" era a palavra de ordem)... e ainda assim chorava bastante pq não ficava satisfeita. Eu tomava remédio pra estimular, uma fisioterapeuta vinha diariamente aqui em casa para fazer massagens para estimular a produção de leite e nada... eu me sentia super culpada por não estar amamentando direito. Ela tinha que complementar com a fórmula infantil (primeiro NAN, depois Aptamil) e cada vez que eu a via tomando a mamadeira, me dava uma culpa enorme, parecia que ela estava tomando alguma substância nociva. Tanto que só depois de cerca de 30 dias eu consegui dar a ela a mamadeira, antes eu sempre pedia para alguém dar, minha mãe, meu esposo, a babá...eu preparava a mamadeira a entregava, não tinha coragem de dar "eu mesma"...pois a culpa aumentava ainda mais. Eu ficava pensando, "puxa, com dois peitos enormes aqui e ela tomando mamadeira??" Me sentia a própria "Bruxa do 71"...rsrsrs... Ela nunca chegou a mamar exclusivo. Sempre mamou e complementou e, antes dos dois meses, secou de vez o leite e ela passou a tomar só a fórmula.
A pediatra dela ajudou muito, conversando comigo (eu aos prantos) e ela explicando que em termos de nutrientes as boas fórmulas infantis eram tão eficazes quanto o leite materno, que era melhor uma mãe calma dando mamadeira do que uma angustiada e estressada amamentando, entre muitas outras coisas... o obstetra também disse praticamente a mesma coisa.
Depois de cerca de 01 mês, fui me acalmando mais e vendo que chorar e ficar depressiva não ajudava... no 2.o mês já estava conformada e tranquila... até gostando por um lado, por que como eu tenho sérias dificuldades pra dormir, ela tomando mamadeira os intervalos eram maiores e eu conseguia dormir melhor.
Hoje vejo que em muitos aspectos sofri à toa. Mariana é uma criança forte e saudável. É, e sempre foi, muito apegada comigo, só teve a primeira virose aos sete meses, até então nunca havia adoecido de nada. Começou a alimentação antes dos seis meses, até hoje se alimenta muito bem, adora frutas, come verduras e legumes sem dificuldades. Também não adoece com freqüência... vez ou outra uma virose, um resfriado, o que é normal, principalmente pq está frequentando a escola. É muito inteligente, esperta, começou a falar super cedo e hoje tem um vocabulário até adiantando para a maioria das crianças de sua idade. E vcs amigas? Passaram por algo parecido???
É isso! Beijos!



Ás 08:58
|



sexta-feira, 9 de maio de 2008 - 19:25
Feliz dia das Mães!!!




Oi amigas! Hoje passei aqui para desejar um super feliz dia das mães pra todas vocês, mamães! Creio que não há presente maior do que olhar para os rostinhos daqueles que nos fizeram mães... ver um sorriso no rosto, ver o(a) pequenino(a) correndo para abraçar nossas pernas quando chegamos em casa, e ouvir a palavra que soa mais bonita aos nossos ouvidos: mamãããeee!! Toda hora, em qualquer lugar (até nas horas que a gente dá aquele suspiro antes de responder...rsrs...)... esse nome é dooooceee....rsrs... até a gente, hoje em dia, ainda faz isso com nossas tão amadas mamães não é mesmo? Porque mãe não tem idade... cada uma de nós sabe bem o quanto nossas mães ainda se preocupam conosco... um bando de "marmanjas"...rsrs... a gente lembra bem do dia que passou a ser mãe, mas duvido que alguém lembre de algum dia que deixou de ser... mesmo as mamães que devolveram seus pequenos (ou já crescidos) para Deus... porque mãe, apesar da palavrinha pequenina, é eterna, infinita... exatamente como é o seu amor!!!


FELIZ DIA DAS MÃES A TODAS.... como se diz por aqui na PB: "um "cheiro" em cada uma!!!


PS. Hoje foi o dia das mães na escolinha (meu primeiro dia das mães de escolinha...rsrs...) em 2006 ela tinha pouco mais de um mês e ano passado pouco mais de 01 ano. Mas lembro bem em 2006, ela bem bebezinha, David a pegou no colo, pendurou uma bolsinha no seu pezinho e veio me entregar...rsrs... era uma corrente com pingente e um par de brincos, que amo!! Ano passado ela própria entregou, ainda como quem não está entendendo nada...rsrs... mas esse ano foi tão lindinho, teve uma apresentação, primeiro os maiorzinhos (de 04, 05 anos) cantaram aquela música de Adriana Calcanhoto "Fico Assim sem Você", depois os menorzinhos (lá é do maternal à alfabetização), cantaram uma musiquinha bem mais simples, que não lembro bem a letra agora, fazendo os gestos com os bracinhos... eu estava meio escondida atrás de um pilar, pq fiquei com medo de ela me ver e começar a chorar, querer vir pro meu colo... mas depois de um tempo ela conseguiu me ver, ficou tão feliz, mas continuou firme lá..rsrs... engraçado que antes ela estava fazendo os gestos, mas sem cantar a musiquinha, até achei que ela não sabia a letra, depois que me viu e eu fiquei mandando beijos pra ela, ela começou a cantar a musiquinha toda, bem alto, rindo, fiquei tão feliz!!! E veio cantando no carro, de volta pra casa! Pena que a "lesa" aqui esqueceu de levar camera, saí atrasada, tinha lembrado antes, mas na hora de sair esqueci de pegar... Aninha, que é minha amiga e mãe de Bibi quebrou meu galho e tirou umas fotos pra me mandar via e-mail. No final, a escola deu pra cada filho entregar à mãe uma caixa lindinha, com duas fronhas brancas bordadas com as iniciais do pai e da mãe (ou só da mãe, dependendo do caso)... muito lindas!!!


Agora deixo aqui um texto que acho que muita gente já conhece, mas é linda e espelha bem nossa vida de mãe!!!

Beijos!

ANTES DE SER MÃE


Antes de ser mãe, eu fazia e comia os alimentos ainda quentes.
Eu não tinha roupas manchadas, e tinha calmas conversas ao telefone.
Antes de ser mãe, eu dormia o quanto eu queria, nunca me preocupava com a hora de ir para a cama.
Eu não me esquecia de escovar os cabelos e os dentes .
Antes de ser mãe, eu limpava minha casa todo dia.
Eu não tropeçava em brinquedos e nem pensava em canções de ninar.
Antes de ser mãe, eu não me preocupava se minhas plantas eram venenosas ou não. Imunizações e vacinas então, eram coisas em que eu não pensava.
Antes de ser mãe, ninguém nunca vomitou e nem fez xixi em mim, nem me beliscou sem nenhum cuidado, com dedinhos de unhas finas.
Antes de ser mãe, eu tinha controle sobre a minha mente, meus pensamentos, meu corpo e meus sentimentos, e dormia a noite toda.
Antes de ser mãe,eu nunca tive que segurar uma criança chorando, para que médicos pudessem fazer testes ou aplicar injeções.
Eu nunca chorei olhando pequeninos olhos que choravam.
Nunca fiquei gloriosamente feliz com uma simples risadinha.
Nem fiquei sentada horas e horas olhando um bebê dormindo.
Antes de ser mãe, eu nunca segurei uma criança, só por não querer afastar meu corpo do dela. Eu nunca senti meu coração se despedaçar, quando não pude estancar uma dor.
Nunca imaginei que uma coisinha tão pequenina, pudesse mudar tanto a minha vida e que eu pudesse amar alguém tanto assim.
E não sabia que eu adoraria ser mãe.
Antes de ser mãe, eu não conhecia a sensação de ter meu coração fora do próprio corpo.
Não conhecia a felicidade de alimentar um bebê faminto.
Não conhecia esse laço que existe entre a mãe e a sua criança.
E não imaginava que algo tão pequenino, pudesse fazer-me sentir tão importante.
Antes de ser mãe, eu nunca me levantei à noite toda , a cada 10 minutos, para me certificar de que tudo estava bem.
Nunca pude imaginar o calor, a alegria, o amor, a dor e a satisfação de ser uma mãe.
Eu não sabia que era capaz de ter sentimentos tão fortes.
Por tudo e, apesar de tudo, obrigada Deus, por eu ser agora um alguém tão frágil e tão forte ao mesmo tempo.

Obrigada meu Deus, por permitir-me ser Mãe!



Ás 19:25
|



quarta-feira, 7 de maio de 2008 - 17:19

Linda!!!
Abraçada com a Moranguinho (lembrancinha)

Papai e mamãe

Adoro furar bolo, mamão, banana, pão...rs...

O bolo... tava boooom....rsrs...


É tudo light!!!


Esperando os amiguinhos...

As lembrancinhas: Moranguinho para as meninas e Limãozinho para os meninos (recheados com bombons)...

Tudo diet amigas!!! rsrs...
Mari e a melhor amiga... Larinha
Parabéns pra mim!!!

Parabéns!!!


Aniversário!

Oi amigas queridas!


A festinha (atrasada) de Mari foi ótima, graças a Deus deu tudo certo. Na hora sempre bate aquela insegurança "básica", não sei se isso ocorre com vcs também... é sempre aquela coisa... A comida vai dar pra todo mundo? E a bebida? Vai faltar cadeira?? Mesmo tendo contado e recontado tudo... na hora sempre bate aquela ansiedade... mas no final deu tudo certo. Ficou muito lindinha a mesa... os docinhos e bolo estavam lindos e deliciosos... postei umas fotos no orkut e essas aqui...
Depois vou ver se faço um álbum, mas por enquanto postei lá pq é bem rápido, lá coloca várias de uma só vez e ando sem tempo de sentar, separar... quem tiver orkut, dá uma olhadinha, ficou uma fofura! Simples, mas bonito! A aniversariante principalmente!!! Rsrs... ela estava super feliz, brincou, correu, porém houve um contratempo: ela tem muitomedo de fogos de artifício... daí estava havendo um jogo de futebol de uns times daqui mesmo, decisão de campeonato (o povo daqui é fanático pelos times da cidade...afff!!!) daí depois do jogo, haja fogos!!! Aí foi aquela barulheira... ela se assustou, começou a gritar e a chorar (ela fica tremendo, desesperada mesmo...!) e ficou pedindo "qué ir pra casa"... aí subiu pro apartamento ( a festa foi aqui mesmo no salão de festas do prédio que moro). E depois, quem disse que ela queria descer? A festinha rolando lá embaixo e ela chorando aqui em cima... quando ia se acalmando, começavam outros fogos e aí, lá vinha mais choro... eu tentei, David tentou, minha mãe, minha irmã, a babá e nada... depois de muito tempo, tive a idéia de chamar Lara, a amiguinha dela aqui do prédio, filha de uma grande amiga minha, que Mari AMA.... ela tem 07 anos, gosta muito de Marianinha e tem e a maior paciência ela... buscamos Larinha que estava brincando embaixo, na festinha... ela veio e ficou chamando Mari pra brincar lá embaixo, conversando... depois de muito relutar ela concordou em ir brincar de "contar as escadas" (ela ama descer e subir pelas escadas...rs) com Lara e Maria. Como moramos no terceiro andar... ela foi descendo devagarzinho, contando, brincando e acabou voltando pra festa. Mas com esse negócio todo ela perdeu cerca de uma hora da festa... mas dei graças a Deus, pq do jeito que ela estava, achei que ela não ia sequer descer na hora dos parabéns e já estava ficando aflita!
Mas deu tudo certo, graças ao bom Deus, ela ainda aproveitou um bocado, cantou os parabéns e o "é big, é big..." com toda força, quase gritando...rsrs... estou doida pra ver o DVD...rsrsrs...
Depois que a festa terminou foi aquela farra pra abrir os presentes...rsrs...
Gostaria de coração que cada uma de vcs, amigas queridas, estivessem aqui com seus pimpolhos, pra comemorar conosco... mas, sei que a maioria mora beeeem longe... não é possível, mas moram todas no meu coração viu??

Ana Laura amiga... foi uma pena vc não ter vindo... mas entendo perfeitamente e desejo melhoras aos seus pimpolhos...

Aninha, se vc passar por aqui... obg por ter vindo... e manda as fotos que vc tirou de Mari e Bibi abraçadas... achei tão lindinho!!!

Beijos!!!



Ás 17:19
|